Pra você tatuado que é louco por química e resolveu tatuar a sua fórmula predileta e agora encara esse dilema na hora de prestar vestibular para sua tal almejada faculdade, segundo o Oraculo (RevistaSuper), não existe uma regra geral ? ainda ? pra esses casos.

Tudo depende muito do vestibular que você quer prestar, na Fuvest, por exemplo, a situação tem duas formas de ser resolvida da melhor maneira possível para que o candidato não seja prejudicado. Se a tatuagem não tiver nenhum tipo de relação com a o conteúdo apresentado na prova, tanto faz e ninguém vai criar caso contigo.

Porém, se você tem tatuagem que possa ajudar a sua memória e solucionar uma questão, o candidato é encaminhando para a Polícia Civil, e caberá a ela decidir se a pessoa teve má intenção na hora da tatuagem ou não. A tatuagem será avaliada por delegados e investigadores e se a polícia não encontrar razões para indiciar o candidato a fraude, ele poderá realizar a prova sem problemas. Mas, segundo a Fuvest nunca ocorreu um caso desses no qual o candidato foi impedido de fazer a prova.

E aí, você tatuado que está para prestar o vestibular, nada de querer dar uma de espertinho e se dar mal, hein?

Sou leitora assídua da Super Interessante, vi essa matéria por lá e trouxe pra cá.

Komentarze s? zamkni?te.

pl_PLPolish