Design

História e Evolução do Web Design

A história do web design ainda está se formando e não é tão antiga, tendo sua origem no ínicio dos anos 90, ainda como fonte de estúdos e hoje é usada pela grande maioria da população como parte essencial de seu dia a dia.

De 1991 (lançamento do primeiro site) até hoje, a internet evoluiu numa velocidade muito grande, chegando hoje aos celulares, computadores, e também objetos que ficam dentro de nossas casas, desde televisões, robôs limpadores, lâmpadas e muito mais. Com isso o design para web teve que evoluir e nós decidimos contar aqui um breve resumo dessa história que estamos ainda construindo.

1990 – 1997 – O começo da era da internet e os primeiros sites

Em agosto de 1990 – Tim Berners-lee desenvolveu e rodou o primeiro navegador e servidor web, rodando num computador NeXT no CERN. Uma cópia do primeiro site ainda está disponível no w3.org. O site possuía alguns links que serviam para explicar o que era a internet.

Imagem do primeiro website da internet, criado em 1991
Imagem do primeiro website da internet, criado em 1991

Em 1994 o primeiro site de delivery foi lançado pela Pizza Hut, em Santa Cruz – California, permitindo o pedido de pizzas pela internet.

Também em 1994, foi formado o World Wide Web Consortium (W3C), que começou a definir os padrões que seriam usados nas linguagem de programações, e até hoje é a principal referência que auxilia na produção de novos browsers e linguagens usadas, como HTML, Javascript, etc.

Em 1996 temos também o lançamento de um dos maiores e-commerces dos tempos atuais: Amazon.
Fundada por Jeff Bezos, a Amazon começou como uma grande livraria online, e foi expandindo seus serviços para CDs, DVDs, roupas, até se tornar a gigante de hoje em dia.

Primeiro site da Amazon
Primeiro site da Amazon

1998 – O começo da era dos sites em Flash e Google

Descontinuado hoje em dia, o Flash era uma plataforma que permitia aos designers a incorporação de música, vídeo e animação nos sites, criando uma experiência interativa que antes não era possível. O Flash marcou uma geração, trazendo grandes inovações tecnológicas a web, como menus interativos, páginas de abertura, animações e botões com visuais detalhados.
A internet ainda era nova para diversas pessoas e diversos desses elementos não só serviam para ser uma decoração, mas também para tornar a internet ainda mais acessível, com botões que realmente lembravam botões, com interações que mantinham os usuários nos sites.

A popularidade do Flash foi decaindo ao longo dos anos, um dos principais motivos sendo a quantidade de recursos necessários, além de os usuários terem que ter um plugin instalado, o que também ajudou a propagar vírus e scams.

Também no mesmo ano foi lançado o Google, hoje o maior buscador da internet, ainda competia com grandes diretórios como Altavista ou Yahoo. O Google surgiu como um projeto de pesquisa de Larry Page e Sergey Brin, com o intuito de encontrar resultados de busca com ajuda de um algoritmo matemático. O algoritmo depois foi chamado de PageRank e analisava a relação entre diversas páginas, seu conteúdo e as referências cruzadas definindo assim sua relevância.

Google em 1998 e em 2019
Google em 1998 e em 2019

Começo dos Anos 2000 – Crescimento de sites com CSS e usabilidade

No ano de 2000, além do famoso Bug do Milênio, o Internet Explorer 5 foi o primeiro navegador a atingir cerca de 99% de suporte para o CSS1, o que daria começo a geração de sites estilizados que temos hoje em dia (hoje usamos CSS3 e HTML5). O CSS permitia a separação de conteúdo (HTML) e design (CSS), desta forma se tornava mais fácil estilizar um website, sem precisar alterar a estrutura do mesmo, além dos sites carregarem mais rápido que os realizados com Flash.
Ainda no mesmo ano o W3C recomendou a segunda versão de Javascript, e por volta de 2002 praticamente todos os navegadores suportavam a tecnologia.

Graças a estas mudanças, usabilidade começou a se tornar um tópico ainda mais importante, e um dos maiores clássicos da literatura relacionada ao tema foi lançado por Steve Krug, o livro Não me Faça Pensar. Apesar de seus quase 20 anos, o livro original possui conceitos que são válidos até hoje em dia, e existe uma versão atualizada para os dias de hoje. Ambos podem ser encontrados clicando nas imagens ao lado.

Meio dos anos 2000 – Web 2.0, SEO e a revolução da internet

Pros meados dos anos 2000, a revolução da internet começou com o que era chamado de Web 2.0: sites com conteúdos interativos, redes sociais, respostas imediatas, semântica e claro a usabilidade se tornaram ainda mais importantes.
Além de mudanças na estética, houve um aumento na importância da tipografia, uso de ícones e cores, e também o começo da popularização de SEO (Otimização para resultados de busca) e o começo do declínio do Flash.

Sites sociais começaram a ser criados e se popularizar, como :

  • MySpace – Criado em 2003, era o principal site social, até começar a perder usuários para o Facebook, permitindo usuários conhecerem novas pessoas, manter contato com amigos.
  • Youtube – Criado em 2005, foi comprado depois pelo Google por $1.65 bilhões de dólares.
  • Reddit – Fundado em 2005, é hoje um dos maiores sites com grupos de discussão, o site foi fundado com o intuito de facilitar o compartilhamento de conteúdo, sendo subdivididos em diversos tópicos
  • Facebook, criado em 2004, o site foi aberto a público em 2006, se tornando a maior rede social rapidamente.

Em 2005, um dos primeiros sites virais foi criado, conhecido como A Million Dollar Homepage. O site foi criado por um estudante britânico, Alex Tew, e consistia em uma página com um grid de 1000x1000px onde qualquer usuário poderia comprar o espaço de 1px por um dólar. O menor espaço permitido era de 10×10, e o site atingiu o 1 milhão de pixels em 2006.

A million Dollar Homepage - História do Web Design
A million Dollar Homepage

2010 – Começo da era móvel e queda do Flash

Em 2010 o uso da telefonia celular havia crescido a um ponto onde aproximadamente metade do acesso a internet era realizado como celulares. Desta forma o foco em criar sites que funcionavam em telas muito menores que os desktops e com conexões mais lentas cresceu muito. Esta foi uma das causas do começo da queda do uso de sites em Flash, e foi fortalecida após a carta aberta de Steve Jobs, fundador da Apple e iPhone, em que falava as desvantagens de usar os sites em Flash. Como a Apple já era líder de mercado em telefonia celular, esta carta causou um grande impacto na criação de sites, diminuindo a popularidade do Flash.

Com a queda do flash, veio a geração de sites responsivos, popular até hoje, tornando as páginas acessíveis a todos os browsers com o auxilio de CSS e Javascript para identificar e configurar de acordo com o hardware que está acessando o site. A popularização se tornou ainda maior com a chegada do HTML5 e CSS3.

Dias de Hoje – performance e design flat

A web está em constante evolução, e tudo indica que estamos em mais uma fase de transição. Até poucos anos atrás, ainda que responsivos, os sites eram mais complexos, e hoje mais e mais performance tem se tornado um dos principais tópicos, já que o acesso via celulares já passou o acesso via desktop (cerca de 60% dos acessos a websites são realizados com celulares).

Esta demanda está tornando ainda mais importante a performance de um site, sendo fator importante até para aparecer nas páginas de busca. E uma tendência em design que vem se tornando mais perto é o Flat, onde você utiliza de cores e elementos mais simples para trazer uma melhor experiência ao usuário.

Livro da História do Web Design

A editora Taschen em parceria com o site FWA, conhecido por seu reconhecimento dos melhores sites da internet, acaba de divulgar o lançamento de um livro que conta a história do Design na Web, ou Webdesign como preferirem.

Estude o passado, se quiser decifrar o futuro.
Confúcio

O livro é uma coleção de exemplos da evolução da internet nestes últimos 30 anos, desde o seu começo nos desktops até os dias modernos com celulares e realidade virtual. No mesmo é possível encontrar exemplos do que hoje temos como algo comum, como por exemplo:

  • 1º site com som
  • 1º navegação com efeito de página virando
  • 1º site a usar vídeos integrados
  • 1º site viral
  • 1º site onde você podia enviar sua foto
  • 1º site similar ao youtube
  • e muito mais…

São mais de 200 sites, todos com comentários e curiosidades dos criadores dos sites, incluindo Jonathan Gay (Flash), Joshua Davis (Praystation) e muitos outras mentes criativas que ajudaram a traçar a web como vemos hoje em dia. São 21 capítulos, um para cada ano, detalhando a experiência do usuário, usabilidade e marcos que influenciaram o desenvolvimento da web até o patamar que chegamos hoje.

Vale a pena visitar o site “The History of Web Design” para ver mais detalhes.

Tatuagens, motos, graffiti, música são algumas das minhas paixões e meus principais tópicos no BlendUp.

pt_BRPT_BR
en_USEN es_ESES it_ITIT de_DEDE pl_PLPL pt_BRPT_BR